FutebolGlobal

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019

COPA DO MUNDO DE 1958: BRASIL CAMPEÃO

Na Copa de 1958 o Brasil estava no grupo 4, junto com Áustria, Inglaterra e União Soviética. As 2 melhores seleções garantiriam vaga para as quartas-de-final. A estréia foi contra a Áustria. Vicente Feola escalou: Gilmar, De Sordi, Orlando, Bellini, Nilton Santos, Dino Sani, Didi, Joel, Dida, Mazola e Zagallo. Com 2 gols de Mazola e um de Nilton Santos, o Brasil venceu por 3 a 0. Três dias após, ficou no inesperado 0 a 0 com a Inglaterra; agora precisava vencer a União Soviética para avançar.
 
Antes da partida, Bellini, Nilton Santos e Didi pediram ao técnico Feola, as escalações de Garrinha, Pelé e Zito. Assim os 3 jogadores entraram na equipe titular, saindo Dino Sani, Joel e Mazola. Com a grande atuação de Garrincha batemos os soviéticos por 2 a 0 com o centro avante Vavá fazendo ambos os gols. Nas quartas-de-final, o Brasil venceu País de Gales por 1 a 0. O então garoto Pelé, marcou um golaço, aplicando um chapéu no galês antes de chutar rasteiro para o fundo das redes.
 
Nas semifinais, os brasileiros enfrentaram a seleção francesa do artilheiro Fontaine, que realizava excelente Copa do Mundo. A partida foi emocionante e o Brasil ganhou por 5 a 2. O nome do jogo, foi Pelé, que marcou três gols. Vavá e Didi completaram a goleada. Agora os olhos do mundo todo esperavam a grande final, com o Brasil enfrentando a Suécia. O jogo foi no estádio Raasunda, em Estocolmo. A partida decisiva realizada em 29 de junho, teve público recorde, com 49737 pessoas.
 
O Brasil entrou em campo com Gilmar, Djalma Santos, Bellini, Orlando e Nilton Santos; Zito e Didi; Garrincha, Pelé, Vavá e Zagallo. A Suécia saiu na frente, mas aí Vavá empatou e virou o jogo. No segundo tempo Pelé fez 2 gols: em um deles aplicou o chapéu em um sueco e chutou de primeira para marcar. Zagallo marcou o quinto e com a vitória por 5 a 2, o Brasil era coroado com o inédito título mundial. Entregue lá pelo rei Gustavo e o mundo admirando, o capitão Bellini recebeu a taça.